Anúncio-Google-Cabeçalho

quarta-feira, 26 de junho de 2013

Internet de banda larga em Portugal oferece apenas 59,4% da velocidade de “download” anunciada

A Comissão Europeia alertou hoje para as diferenças entre a velocidade de 'download' contratada pelos consumidores e aquela que efectivamente recebem, nomeadamente no caso da ADSL, que, em Portugal, só oferece 59,4% do anunciado.
 
"Os consumidores europeus não estão a receber as velocidades de banda larga que estão a pagar. Em média, só obtêm 74% da velocidade anunciada", afirmou o executivo comunitário em comunicado, a propósito de um estudo sobre o desempenho da banda larga fixa, divulgado hoje.

De acordo com o estudo - que analisou o funcionamento das ligações à internet de cerca de 10 mil utilizadores, em 30 países, entre as 19:00 e as 23:00, durante a semana -, a ADSL (tecnologia de acesso à Internet em banda larga fixa) tradicional registou os piores resultados: em média, oferece 60,3% da velocidade de 'download' anunciada.

Portugal regista um valor ligeiramente inferior à média europeia (59,4%), numa tabela liderada pela Eslováquia (97,1%), pela Croácia (94,8%) e pela Hungria (90,3%) e em que os piores resultados pertencem a França (40,4%) e ao Reino Unido (44,7%).

A velocidade média de 'download' (transferir informação da internet) da ADSL era de 7,23 megabits por segundo (Mbps), com Portugal apresentar um registo superior: 7,49 Mbps.

Os melhores resultados foram registados na fibra óptica, com uma média europeia de 36,96 Mbps, e os utilizadores desta tecnologia a receberem 81,2% da velocidade de 'download' anunciada.

Já a ligação por cabo oferece, em média 91,9% da velocidade anunciada.

Para a fibra óptica e para o cabo não são divulgados dados para Portugal.


Para visitar a fonte da informação clique aqui

Sem comentários:

Enviar um comentário