Anúncio-Google-Cabeçalho

terça-feira, 25 de junho de 2013

Vestidos reagem ao olhar


É arte, roupa e tecnologia. Os vestidos apresentados por Ying Gao mexem-se quando detetam que estão a ser mirados.

A artista inspirou-se no filme Play Time, de Jacques Tati, e na obra de Paul Virilio para criar dois vestidos que reagem quando estão a ser vistos. Os vestidos foram criados com o intuito de provocar e de romper com a convenção social de que não se deve ficar especado a olhar para a roupa das outras pessoas. De facto, é suposto ficar-se a olhar para a roupa criada por Gao. A artista trabalhou com têxteis sensíveis à luz e fibras que reagem à iluminação.

Os vestidos são feitos de fiadas fotoluminescentes na parte frontal. Debaixo destas fibras está colocada uma câmara que identifica o movimento das faces à sua volta. Quando o sistema deteta que está a ser mirado, há uma série de motores que entram em ação, fazendo com que as fibras se torçam e enrolem.

As duas peças criadas por Ying Gao vão estar expostas no Museu de Arte Contemporânea de Xangai a partir do outono e podem ser vistos no vídeo do Dezeen.


Para visitar a fonte da informação clique aqui

Sem comentários:

Enviar um comentário