Anúncio-Google-Cabeçalho

sexta-feira, 28 de novembro de 2014

CTT faz acordo com Altice para participar na PT Portugal

Os CTT fizeram um acordo com a Altice para explorarem sinergias na PT Portugal, informou a empresa em comunicado. E vão receber, numa primeira fase, 30 milhões por esse acordo. Não entram financeiramente na proposta da Altice à compra dos activos portugueses da Oi.

Os CTT, de acordo com o comunicado, não entrarão com dinheiro na oferta que a Altice fará para comprar a PT Portugal, mas será o parceiro estratégico e comercial da empresa francesa caso consiga comprar os activos portugueses da Oi.

Os CTT vão por isso receber dinheiro por parte da Altice e não pagar. De acordo com o comunicado, os CTT receberão 15 milhões de euros logo que a Altice compre (se o conseguir) a PT Portugal e receberão mais 15 milhões com o acordo final. "Estes montantes representam uma antecipação do valor mínimo das sinergias a realizar no âmbito de uma mais vasta parceria comercial e estratégica", explica a empresa liderada por Francisco Lacerda em comunicado ao mercado.

O objectivo é potenciar, diz o comunicado, as sinergias entre as duas empresas (CTT e PT Portugal).

E explicam que das sinergias fazem parte, por exemplo, a "optimização conjunta das redes de retalho, aproveitando a escala e capilaridade da rede CTT" e, também, "o desenvolvimento de negócios conjuntos na área do comércio electrónico e convergência físico-digital". Isto significa que as empresas poderão ter as mesmas lojas. Os CTT já vendem, aliás, em algumas das suas estações produtos da PT Portugal. E é com a TMN que os CTT têm o acordo para operador móvel virtual. 

Os CTT acreditam que "as parcerias comerciais específicas potenciarão ainda a geração de EBITDA adicional, de acordo com um 'business case' específico a definir por iniciativa".

Os CTT acabam assim por entrar na proposta da Altice, mas como parceiros estratégicos e não financeiros, pelo menos se considerada a informação no comunicado. Aliás, isso mesmo já a empresa tinha afirmado em comunicado anterior, mediante o qual garantiram ao mercado que "não irão participar em qualquer proposta firme conjunta com os ditos fundos por referência à aquisição da PT Portugal, nem estão a considerar qualquer tipo de investimento de capital na PT Portugal".

Esta sexta-feira, 28 de Novembro, termina o prazo para a Oi receber propostas à compra da PT Portugal, havendo, para já, dois candidatos: a Altice, que agora fecha um acordo de parceria estratégica com os CTT, e os fundos Apax e Bain associados à Semapa de Pedro Queirós Pereira. 

As acções dos CTT caem 0,32% para 7,466 euros.


Para visitar a fonte da informação clique aqui

Sem comentários:

Enviar um comentário